Seja Bem Vindo

Desperte seu potencial, seja sua melhor versão, alcance seus objetivos com foco em resultados duradouros e melhoria constante em um curto espaço de tempo. Quer saber como?

Jejum intermitente

Jejum intermitente

O QUE É O JEJUM INTERMITENTE?

A prática do Jejum existe há milhares de anos, nossos antepassados primitivos não estocavam comida e tinham que conseguir seu alimento em jejum para se manter. Logo, passavam grandes períodos do dia sem alimento e alimentavam-se de comida de verdade. Em diversas religiões o Jejum é praticado como uma forma de purificar espírito e consequentemente o corpo.

Como o nome já diz, o Jejum Intermitente é a privação de alimentos durante um certo período, alternando com um período de alimentação. Não é uma dieta, mas uma ferramenta que auxilia na perda de peso e traz inúmeros benefícios para a saúde, desde que aliado a uma reeducação alimentar.

O QUE O JEJUM INTERMITENTE FAZ COM O CORPO?

O Jejum Intermitente não se resume apenas a restrição calórica, mas também afeta os hormônios, fazendo o corpo usar os depósitos de gordura com mais eficiência. Confira abaixo algumas mudanças que o JI proporciona:

  • Aprimora a sensibilidade à insulina, especialmente se combinado com exercícios. Isso é muito importante para pessoas lutando com a balança, pois níveis reduzidos de insulina no sangue são associados a uma melhor queima de gordura. O oposto disso é a resistência à insulina. Estudos mostram que o excesso de peso pode afetar a capacidade da insulina de reduzir o nível de açúcar no sangue, resultando em uma maior liberação de insulina. Isso eleva o acúmulo de gordura.
  • Há também uma elevação na secreção do hormônio do crescimento (HGH), acelerando a síntese proteica e transformando a gordura em fonte de energia disponível. Em resumo, isso significa uma aceleração na queima de gordura e no ganho de músculo.

Além disso, pesquisas indicam que o jejum ativa a autofagia, processo que remove as células danificadas, contribui para a renovação celular e auxilia nos processos regenerativos do corpo.

QUEM PODE FAZER?

O JI não é para todo mundo. Existem pessoas que tem maior facilidade para fazer o jejum. Há porém os que não se adaptam e os que estão dentro do grupo que não é aconselhável. A orientação é procurar um profissional de saúde: médico, nutricionista ou nutrólogo para fazer um acompanhamento e verificar se você está em condições de fazer o JI.

Não é recomendado fazer JI se você é criança, adolescente, está grávida ou lactante, diabéticos sem orientação médica, alguma condição de saúde debilitada ou doença crônica. Procure sempre a ajuda de um especialista.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS?

Como já foi falado, o Jejum intermitente não serve só para emagrecer. Há estudos que indicam benefícios metabólicos para a sua saúde. Dentre eles:

  • reduz a depressão;
  • aumenta a concentração;
  • diminui a ansiedade;
  • acelera o metabolismo;
  • ajuda a regular a pressão;
  • auxilia no emagrecimento
  • propicia uma melhora hormonal;
  • menos fome, mais saciedade;
  • aumenta os níveis de hormônio do crescimento;
  • melhora a reparação celular;
  • reduz a resistência a insulina;
  • reduz inflamações;
  • reduz o colesterol ruim;

PROTOCOLOS

Os protocolos do JI são os períodos que você ficará sem se alimentar e a janela de alimentação, dentre eles temos:

12h: o que mais estamos acostumados quando vamos fazer algum exame. Aconselhado para quem está começando, principalmente mulheres por conta de questões hormonais e adaptação.

16/8: Neste protocolo você tem 16 privação de alimento e uma janela de 8 horas de alimentação dentro do que sua reeducação alimentar permitir. O exemplo mais comum é você jantar as 20h e voltar a comer apenas no dia seguinte às 12h. Indicado fazer dias alternados até sentir bem e fazer diáriamente ou intercalando com outros protocolos.

20/4: Segue o mesmo padrão, 20 horas de privação alimentar e uma janela de 4 horas de alimentação saudável.

24h: É o protocolo onde você faz apenas uma alimentação por dia.

36h: Chamado também de autofagia, é o processo pelo qual as células degradam e reciclam seus componentes. Esse processo fornece combustível para energia e componentes essenciais para renovação celular. Após uma infecção, a autofagia pode destruir bactérias e vírus. As células usam autofagia para se livrar de proteínas e organelas danificadas, para neutralizar os efeitos negativos do envelhecimento no corpo. Indicado fazer uma vez por semana.

Existem outro protocolos mais longos, como 48h, 72h e etc. Esses protocolos levam a outros níveis do JI.

O QUE POSSO INGERIR DURANTE O JEJUM?

Água: hidrate-se bem.
Chá sem adoçar, evite chás com frutas como maçã, maracujá e etc.
Café sem adoçar, para dar energia você pode adicionar uma colher de óleo de coco, o famoso “bullet proof”.

O QUE QUEBRA O JEJUM?

Qualquer alimento que altere sua glicemia: sucos detox, frutas (limão é fruta) e etc.

O QUE COMER AO FINALIZAR O JEJUM

Escolha alimentos leves e que estejam dentro de sua dieta. Seja ela Lowcarb, Cetogênica, Paleo e etc.

INDICAÇÃO

O JI é indicado para quem está em efeito platô. Se você estancou em um peso e não consegue sair. Use o JI como estratégia para perda de peso.
O JI está geralmente associado a dieta Low Carb. Pois os alimentos deste estilo de vida geram mais saciedade ajudando a facilitar o jejum

Gostou da postagem?! Foi útil, fez sentido para você?!
Se sim, curta e compartilhe em suas redes sociais e com seus amigos.
Se tiver alguma contribuição ou sugestão de postagem deixe nos comentários.

isaiaslaune